Organização do Processo de Observação e Perceção – Enquadramento e Figura

O segundo elemento é o enquadramento e figura. Cada objeto é visto no contexto em que se encontra ou no seu enquadramento, dada a tendência para vermos as coisas como um todo. A avaliação do tamanho de um item pode ser errada como resultado de uma interpretação incorreta do seu entorno ou enquadramento. Um exemplo clássico é a cruz de Köhler ou a ilusão da “escada impossível”. O enquadramento ou entorno refere-se não só a cores ou objetos, mas também a experiências anteriores. Cerca de 90% das experiências sensoriais diárias são percebidas pelos seres humanos numa forma habitual baseada na sua experiência até ao momento. Por exemplo, uma pequena mancha branca ao fundo de um lago é percebida como um barco, sem que o fato seja verdadeiramente verificado, o que pode conduzir a ilusões.

A figura acima mostra um triângulo vermelho num losango preto ou um triângulo preto num losango vermelho? Ou talvez dois triângulos?

Em alguns casos, é difícil distinguir um enquadramento de uma figura – tal como no famoso desenho de ilusão ótica das “duas caras e um cálice”.

Fonte: GDJ (pixaby.com)
https://pixabay.com/pl/głowa-głowy-złudzenie-optyczne-2858764/